Síntese do 1ºDia das Jornadas

Síntese do 1ºDia das Jornadas

A Diocese do Funchal está a promover, esta semana, as Jornadas anuais de atualização para o clero, leigos e consagrados, sobre a proposta do ano pastoral em curso -  "Viver, em Igreja, a alegria de ser cristão"; também sobre o documento do Vaticano II "Lumen Gentium -muitos modos de dizer Igreja"; e  a Exortação apostólica do Papa Francisco "A alegria do Evangelho", entre outros temas. Organizadas pelo Secretariado Diocesano de Pastoral do Funchal, esta iniciativa tem como orador principal o padre Alexandre Palma, do Patriarcado de Lisboa e docente na Universidade Católica.


 Na abertura destas jornadas, presidida por D. António Carrilho, foi colocado o acento na necessidade e importância da formação teológica para melhor se responder aos desafios do nosso tempo, individualmente e em Igreja.  "A reflexão teológica e o viver em Igreja são realidades importantes, a par das circunstâncias da vida, em resposta à necessidades atuais, e isso implica comunhão, caminhada conjunta, abertura de coração para se viver o essencial e partilhá-lo com os outros", disse o bispo do Funchal que justificou a escolha do tema deste ano para lembrar também os 500 anos da Dedicação da Catedral, "uma significativa expressão da fé através da riqueza patrimonial, mas que aponta para a comunidade eclesial que hoje somos"; apesar dos "carismas, dons e capacidades diferentes, somos todos enviados a evangelizar e pretende-se que haja comunhão entre leigos, sacerdotes e consagrados", sublinhou.


 Por seu turno, o padre Alexandre Palma considerou que "na hora presente é decisiva a formação dos cristãos", porque "os desafios com que estamos confrontados exigem da nossa parte um aprofundamento das nossas competências".  Daí a necessidades de se conhecerem melhor os textos da Igreja, nomeadamente os do Vaticano II, como a  Lumen Gentium, "um grande documento conciliar, um texto fundador sobre a identidade da Igreja" e que continua "muito atual". O documento divide-se em oito capítulos e levanta questões sobre a Igreja: "o que é, quem é, e o que é chamada a ser", disse o conferencista.  Mas, apesar das várias interpretações do texto, o apelo, que se constitui como "um desafio às próprias comunidades cristãs", é de "unidade" e "não dispersão".  De facto, "existem várias maneiras de falar da Igreja, mas essa diversidade deve levar à unidade, à harmonia, à coerência; a pluralidade de opiniões é boa, mas é preciso haver unidade na diversidade", alertou o conferencista. Neste aspeto, o padre Alexandre Palma elencou um conjunto de "expressões" usadas pelo Concílio para dizer Igreja: "Igreja como Mistério; Sacramento; Templo do Espírito Santo; Corpo de Cristo; grandes metáforas e belas analogias; Igreja como Povo de Deus."


Na conferência dedicada à Exortação apostólica do Papa Francisco - "A Alegria do Evangelho" - um "texto programático, do início do seu pontificado", o orador destacou o conteúdo "profundamente pastoral e de ação eclesial", que "coloca no centro a ideia da conversão eclesial". É um "texto provocador" que apela à "conversão pastoral, em Igreja, em comunidade", mais do que a "conversão individual",  tendo em vista "uma Igreja mais missionária", uma "Igreja em saída", e não "parada", "à espera que venham até nós". Nesta matéria urge "mudar rotinas, hábitos", com o necessário "discernimento sobre o que dizemos e fazemos em Igreja, na catequese, na liturgia" e em tantos outros campos da evangelização, referiu o conferencista.


 O padre Alexandre Palma é autor do livro "O Mistério da Trindade", uma obra de referência que nos ajuda a conhecer  "um Deus que vem ao encontro do homem no "palco" da história", e nos conduz por "uma senda em que podemos detetar as marcas do Deus Trindade nas nossas vidas."


 As jornadas para o clero decorrem no Seminário Diocesano; para os leigos e consagrados, na igreja do Colégio; e incluem ainda uma visita guiada à Sé do Funchal

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação