Festa do Corpo de Deus - Fotos

Festa do Corpo de Deus - Fotos

D. António Carrilho presidiu hoje (26 de maio) à solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, conhecida como o Corpo de Deus, no Largo do Colégio, com milhares de fiéis, sacerdotes, o bispo emérito da diocese, membros de movimentos apostólicos, agrupamentos juvenis, confrarias e várias entidades oficiais.
Na homilia da missa, o bispo do Funchal lembrou que “a nossa celebração é uma manifestação de fé pública.” Como tal, “não pode ficar apenas fechada nas nossas igrejas”, mas “comunicar-se, para tocar e transformar a realidade do mundo em que vivemos”. Nesse sentido, apontou ainda para a necessidade de “uma Igreja em saída, uma fé traduzida em novas atitudes e portas abertas, para que os cristãos anunciem a alegria do Ressuscitado nas suas vidas e levem aos outros a ‘alegria do Evangelho”.


Esta solenidade coincidiu com o Ano da Misericórdia, pelo que também “somos chamados a responder aos desafios da atualidade, na ajuda aos nossos irmãos que habitam as chamadas “periferias existenciais” da sociedade”, sublinhou D. António Carrilho. “Na Igreja e na sociedade atual, urge ter consciência desta presença de Cristo Ressuscitado. Ele caminha connosco, como outrora em Emaús. Com a força da Palavra cura as nossas feridas, desilusões e medos, e aviva a nossa fé; ajuda-nos a vencer as nossas lutas e dificuldades; aponta-nos um futuro de esperança na construção da paz e da justiça; abre caminhos de reconciliação e comunhão fraterna entre todos; e oferece-nos um novo sentido para a vida”, disse o bispo do Funchal nesta celebração eucarística que culminou com a tradicional procissão pelas ruas da cidade, percorrendo “tapetes de flores” feitos por diversas comunidades paroquiais até ao adro da igreja da Sé, onde aconteceu a bênção final.

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

 

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação