Dia dos Consagrados na Sé - Fotos

Dia dos Consagrados na Sé - Fotos

O Bispo do Funchal apelou hoje aos religiosos e consagrados em geral para que “não deixem apagar a alegria e a esperança” da sua vocação. Foi durante a eucaristia do Dia do Consagrado, esta terça-feira, na Sé, que também assinalou o encerramento do Ano dedicado à Vida Consagrada em toda a Igreja.

Ainda que haja “dificuldades” no contexto onde são chamados a dar testemunho do seu “carisma” e a “sociedade” menospreze estes “valores”,  D. António Carrilho pediu aos participantes nesta cerimónia litúrgica que sejam  “testemunhas credíveis do amor de Deus à humanidade” e sigam o lema: “ Viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança”, de acordo com as propostas deste Ano: “alegrar-se, perscrutar e contemplar”.

Na sua homilia, agradeceu a “dedicação e empenhamento, o serviço apostólico e missionário”  dos membros das várias congregações e institutos que trabalham na diocese,  “em particular no campo da educação, nos seminários, nas áreas da saúde e junto das periferias sociais”.

o Ano da Vida Consagrada, entre nós e na Igreja em Portugal, “foi positivo” e “um tempo de graça” também para “os bispos, leigos e sacerdotes”, considerou  o bispo do Funchal que espera da parte de todos a continuação de “uma renovada dinamização pastoral”.

Nesta eucaristia, que foi precedida de uma “bênção da luz” e de uma “procissão de velas” no adro da Catedral, vários religiosos (as) celebraram as suas bodas de ouro, diamante e prata. E por ser também a festa litúrgica da Apresentação de Jesus e a festa de Nossa Senhora das Candeias,  D. António sublinhou que: “Sois chamados a ser e a irradiar a luz de Cristo. A Igreja confia em vós e agradece o vosso testemunho sem reservas a Cristo e aos irmãos, mas estai vigilantes, é preciso estar unidos a Jesus para que possamos olhar os outros e o mundo com os olhos de Deus. É preciso escutar o Espírito e deixar-se configurar por Ele”.

A missa deste dia 2 de fevereiro, presidida por D. António Carrilho, foi concelebrada pelo bispo emérito do Funchal, D. Teodoro de Faria e alguns sacerdotes, e contou com a presença de muitos consagrados e consagradas e fiéis da nossa diocese.

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

 

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação