Bispo do Funchal celebrou Missa do Parto na Sé

Bispo do Funchal celebrou Missa do Parto na Sé

D. António Carrilho presidiu hoje à última Missa do Parto deste Advento, na Sé, com uma igreja repleta de fiéis que, desde o início do mês, participam com grande afluência nas novenas de preparação para o Natal e nos louvores a Nossa Senhora.
Neste contexto, o bispo do Funchal questionou o modo “como estamos de presépios neste Natal, como estamos preparados para celebrar a Festa”, em termos de “oração, conversão, purificação e reconciliação com Deus e com os outros?” “Que lugar ocupamos no presépio” para que possamos “colocar Jesus no centro do mundo”, com os “valores” necessários à “paz” entre todos? Na homilia, lembrou que “o Natal é a festa da família” e desejou a existência de “famílias reconciliadas e reconciliadoras”.
A “alegria exterior” também faz parte deste tempo, mas alertou para os verdadeiros “enfeites”, através de uma citação do Papa Francisco: “Os enfeites de Natal sou eu e as minhas virtudes, são cores que enfeitem a vida. Eu quero ser o Natal”.
Na sua mensagem, D. António Carrilho destacou ainda o “convite” que a Igreja faz ao longo das quatro semanas do Advento, “fazendo memória e acolhimento da Palavra de Deus que nos aponta um caminho de vida e de paz, e um projeto de felicidade”, sob a orientação de grandes figuras bíblicas, como “os Profetas, a Virgem Mãe e São João Baptista”.
No início da Missa, que foi concelebrada por vários sacerdotes, D. António referiu-se aos “500 anos da Dedicação da Sé do Funchal”, que vai acontecer em outubro de 2017, mas que desde já mobiliza toda a comunidade como “um evento de comunhão diocesana”, em memória também dos nossos “antepassados” que durante séculos “rezaram e celebraram os sacramentos nesta Catedral”, e “foram testemunhas da vida cristã”.

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

 

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação