Bispo do Funchal celebrou Crismas na Sé

Bispo do Funchal celebrou Crismas na Sé


Neste Domingo do Pentecostes (15 de maio), D. António Carrilho presidiu na catedral à celebração de Crismas para 130 jovens, provenientes das paróquias da Sé (centros do Carmo e do Hospício), São Pedro e Santa Luzia. Na sua homilia, lembrou o propósito e a atitude dos apóstolos que, ao receberem o Espírito Santo, foram para a “missão”, levando a “alegria da fé” a todo o mundo. Do mesmo modo, hoje em dia, é preciso também “acreditar, viver e participar” estes princípios, acentuou.


“O ideal e a proposta de vida aprendidos na catequese” são para “pôr em prática” e não apenas motivo para uma “festa” no dia do crisma, alertou o bispo do Funchal. “Estas celebrações hão de ser uma marca para a vida”, como acontece no batismo, e a “alegria do cristão” dever ser “um caminho de felicidade”, com a “nova lei” da “fraternidade” e do “amor” pelos outros. Urge, pois “participar”, isto é, “empenhar-se em tudo o que é bom e necessário”, na “família, na sociedade, na Igreja”, não se pode “ficar de braços cruzados”, apelou.


“Se temos fé, se acreditamos na proposta de Jesus, empenhamo-nos numa vida nova e assim podemos levar mais longe o ideal de Cristo”, colocando ao serviço do bem-comum as “qualidades, aptidões e competências de cada um”, disse. “Precisamos de renovar e transformar este mundo”, mas a partir do “compromisso e da responsabilidade” de todos, considerou ainda D. António Carrilho. Com o bispo do Funchal concelebraram vários sacerdotes. A liturgia desta solenidade incluiu um ofertório solene e a animação esteve a cargo de um grupo de jovens e catequistas.

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação