Abertura dos 500 anos da dedicação da Sé do Funchal

Abertura dos 500 anos da dedicação da Sé do Funchal

Iniciou-se esta terça-feira, 18 de outubro, o Ano Jubilar dos 500 anos da Dedicação da Sé do Funchal com uma solene concelebração eucarística presidida por D. António Carrilho. O ponto alto deste jubileu será em outubro de 2017, mas até lá haverá um programa pastoral destinado a assinalar este acontecimento que traduz "a memória, a gratidão, o amor de Deus e a fé em Jesus Cristo", ao longo de várias "gerações" dos nossos "antepassados", até no nosso tempo, sublinhou D. António na homilia da missa do 499.º, hoje, na Sé, onde participaram sacerdotes, os bispos eméritos D. Teodoro de Faria (do Funchal) e D. Montes Moreira (de Bragança), seminaristas e fiéis em geral.


Na sua mensagem alusiva a esta data jubilar, o bispo do Funchal identificou a "Catedral como um "sinal da habitação de Deus na cidade", um "sinal da obra de Deus e edificação humana", inseparável do "testemunho" secular da "fé", que "reúne toda a comunidade" para as principais "celebrações litúrgicas" da Igreja diocesana. Mas, a "Catedral" é também um "edifício espiritual sempre em construção", em todas as dimensões do "viver cristão", alertou D. António Carrilho. Celebrar este "aniversário" e promover o "jubileu dos 500 anos da consagração da Catedral", a "Igreja-Mãe da diocese", é assumir e testemunhar a "herança do Evangelho vivido em cada época", acrescentou o bispo do Funchal.

Contactos

Diocese do Funchal
Largo Visconde Ribeiro Real, 49
FUNCHAL
9001-801

 

© 2015 Todos os direitos reservados.

Diocese do Funchal - Gabinete de Informação