Museu de Arte Sacra do Funchal apresenta a obra do padre Pita Ferreira em 4 conferências

16-11-2017

A OBRA DO PADRE PITA FERREIRA EM QUATRO CONFERÊNCIAS.

Museu de Arte Sacra do Funchal.

O Museu de Arte Sacra do Funchal inaugurou no passado dia 17 de outubro a exposição evocativa dos 500 Anos da dedicação da Sé do Funchal intitulada "500 ANOS DA DEDICAÇÃO DA SÉ DO FUNCHAL. FÉ, ARTE E PATRIMÓNIO. UM OLHAR SOBRE A OBRA DO PADRE PITA FERREIRA" que estará patente ao público até 31 de março de 2018.

Algumas notas prévias de enquadramento da exposição que dá origem às conferências:

a) Esta exposição assinala os 500 anos da Dedicação da Sé do Funchal (A dedicação é uma cerimónia solene onde, no altar, o templo é dedicado ao culto de Deus por um bispo que determina a devoção e instala as relíquias de santos. A Sé do Funchal foi dedicada a Nossa Senhora da Assunção e aos 10 mil Mártires, a 18 de outubro de 1517, pelo bispo D. Duarte de Dume, depois da criação da Diocese do Funchal, em 1514) vem lembrar a Catedral como centro da vivência espiritual e cultural realizada pelo Povo de Deus neste arquipélago atlântico.

O ponto de partida foi a seleção do património artístico relacionado com a Sé do Funchal na relação com a importante monografia "A Sé do Funchal" de 1963, realizada pelo Padre Pita Ferreira (1912-1963), inserida, em simultâneo, numa homenagem a esta figura da história recente da Diocese do Funchal, cujo trabalho foi, entre outras dimensões, fundamental e pioneiro no estudo e valorização do património religioso da Madeira.

b) Exposição em três núcleos, com destaque para a vinda de 10 obras do Museu Nacional de Arte Antiga em permuta no segundo núcleo.

1 - No primeiro Núcleo, a exposição desenvolve-se ao longo das sete salas do primeiro andar, em diálogo com a coleção permanente, mas havendo mais ênfase em determinadas salas. Estão presentes elementos de arquivo documental e bibliográfico, com peças trazidas de diversos arquivos (Arquivo dos Familiares do Padre Pita Ferreira, da Biblioteca e Arquivo Regional da Madeira, do Arquivo da Diocese do Funchal, da Biblioteca Municipal do Funchal) em diálogo com peças de relevo no âmbito da ourivesaria e escultura;

2 - No segundo Núcleo, exposição desenvolve-se ao longo de seis salas do segundo andar. O tema principal é a pintura Retabular e o gosto pela arte flamenga em Portugal entre o fim do século XV e XVI, com enfoque na evocação do retábulo da capela-mor da Sé do Funchal, posto em diálogo com as encomendas artísticas da época, nomeadamente a pintura flamenga e dez pinturas de mestres portugueses (Jorge Afonso, Garcia Fernandes, Gregório Lopes, Cristóvão de Figueiredo) pertencentes ao Museu Nacional de Arte Antiga e que estão na Madeira em permuta com as obras que forma enviadas para Lisboa para a exposição das Ilhas do Ouro Branco.

3 - No terceiro Núcleo, que tem lugar na torre-varante-mirante, a Sé do Funchal surge valorizada enquanto imóvel de referência na paisagem urbana do Funchal. Estão expostas algumas fotografias do século XIX e inícios de XX onde Sé do Funchal aparece registada a partir de diversos pontos da cidade e informação relacionada com o conhecimento da diversidade da pedra usada na construção do edifício.



A importância das conferências. Temas e oradores:

As conferências temáticas inserem-se no programa especial para residentes permitindo que a exposição dos 500 Anos da Dedicação da Sé do Funchal, em geral, e a obra do padre Pita Ferreira, em particular, possam ser analisados em maior profundidade através dos seguintes temas e oradores especialistas:

24 de Novembro ' 15:30h-17:00h.

O P.e PITA FERREIRA E A EDUCAÇÃO CRISTÃ NA MADEIRA.

Cónego Doutor Vítor Gomes

18 de Dezembro '15:30h-17:00h.

O PADRE PITA FERREIRA, O NATAL E A ETNOGRAFIA MADEIRENSE.

Professor Doutor Jorge Freitas Branco

22 de Janeiro ' 15:30h-17:00h.

CONTRIBUTOS DO P.E PITA FERREIRA PARA A HISTÓRIA DA ARTE NA MADEIRA.

Professora Doutora Isabel Santa Clara

22 de Fevereiro ' ' 15:30h-17:00h.

O CONTRIBUTO DO PADRE PITA FERREIRA PARA A HISTORIOGRAFIA MADEIRENSE. Professor Doutor Nelson Veríssimo

A participação nas conferências é de entrada livre, mas sujeita ao número limitado de lugares na sala.



Outras atividades para o programa de Residentes.

Programa de Visitas orientadas. 3x30 = 3 visitas de 30 minutos

O quê e quando?

Este programa permitirá a visita orientada ao Museu e à nova exposição alusiva aos 500 anos da dedicação da Sé do Funchal numa modalidade repartida em 3 visitas com duração de cerca de 30 minutos e a decorrer à 4ª feira no horário de almoço - das 13h30m às 14h00m.

Objetivos

- Promover hábitos de frequência ao Museu e proximidade com a comunidade local;

- Divulgar a nova exposição em específico e promover o acesso à mesma;

- Permitir uma modalidade de acesso ao Museu mais adequada para a população ativa, aproveitando o horário de almoço e reduzindo o tempo de duração da visita.

Para quem?

Este programa é especialmente dedicado aos públicos residentes na Região.

Como participar?

Através da aquisição de um ingresso especial na receção do Museu no valor de 5€ que dará acesso a um ciclo de três visitas orientadas que versarão sobre cada um dos três principais núcleos da exposição patente e que incluí o acesso à Torre-varanda mirante, recentemente reabilitada.

Lotação: 25 pessoas

15 novembro - Visita 1 - A Sé do Funchal e a obra do Pe. Pita Ferreira

22 novembro - Visita 2 - O Gosto pela arte flamenga e o tempo dos retábulos

29 novembro - Visita 3 - A Catedral na cidade: Uma Imponente construção de Pedra

6 dezembro - Visita 1 - A Sé do Funchal e a obra do Pe. Pita Ferreira

13 dezembro - Visita 2 - O Gosto pela arte flamenga e o tempo dos retábulos

20 dezembro - Visita 3 - A Catedral na cidade: Uma Imponente construção de Pedra